quarta-feira, 22 de maio de 2013

Comentários à sessão "Apresentar à Steve Jobs"

Três ideias a partir dos comentários à sessão "Apresentar à Steve Jobs":
1 - Apresentador deve ser modelo de referência. Já não é possível voltar ao "olha para o que te digo, não olhes para o que eu faço!"
2 - A disponibilidade para a aprendizagem, mesmo quando não se espera 
3 - Aplicar várias sugestões em próximas apresentações é tarefa árdua e pode não resultar da melhor forma. Por outro lado, pode resultar e ficarmos sem saber bem o que ajudou a ter sucesso. Sugiro que os progressos sejam lentos mas seguros!

terça-feira, 9 de abril de 2013

Workshop "A Rir Também se Aprende" (Trofa)



A Rir Também se Aprende
(4ª edição)
Workshop | 20 abril 2013 | 10:00 - 13:00 | Trofa
Centro Comunitário da Trofa


humor, numa apresentação, deve ser percepcionado como uma técnica facilitadora da interação e da aprendizagem. Se vem à procura de anedotas ou piadinhas, esta ação não é a indicada para si. Se acredita que o humor se pode trabalhar, espero por si!

Conteúdos a abordar

1 - O que é o humor
2 - Os diferentes tipos de humor
3 - A importância do humor na interação e na aprendizagem
4 - Como fazer humor em aulas ou em apresentações
5 - Exercícios práticos

Investimento
20 euros

Local
Centro Comunitário da Trofa - Rua António Sérgio – Valdeirigo - 4785-370 Trofa

Contactos
Paula Reis – Coordenadora Formação
Correio eletrónico: paula.reis@asassts.com
Sede da ASAS – Associação de Solidariedade e ação
Social de Santo Tirso – Rua Dr. Carneiro Pacheco, 458 Santo Tirso
Telefone: 252 830 830/ Fax: 252 830 839/ Web Site: http://www.asassts.com








Workshop "A Rir Também se Aprende" (Porto)


A Rir Também se Aprende
(3ª edição)
Workshop | 19 abril 2013 | 18:30 - 21:30 | Porto
Instituto Superior de Engenharia do Porto


humor, numa apresentação, deve ser percepcionado como uma técnica facilitadora da interação e da aprendizagem. Se vem à procura de anedotas ou piadinhas, esta ação não é a indicada para si. Se acredita que o humor se pode trabalhar, espero por si!

Conteúdos a abordar

1 - O que é o humor
2 - Os diferentes tipos de humor
3 - A importância do humor na interação e na aprendizagem
4 - Como fazer humor em aulas ou em apresentações
5 - Exercícios práticos

Investimento
20 euros + IVA

Descontos (Não acumuláveis) e Válidos até dia 12 de Abril.
> Tenho e levo o livro "Apresentações Que Falam Por Si" (- 10%)
> 2 inscrições (- 5%)
> 3 inscrições (- 7%)
> 4 inscrições (- 10%)
> +4 inscrições (- 12%)

Inscreva-se Aqui!

> Super Desconto: Workshop e Livro "Apresentações Que Falam Por Si": 33 euros + IVA

Local
ISEP | Instituto Superior de Engenharia do Porto > Rua Dr. António Bernardino de Almeida, 431

Nota: Se a sessão não corresponder às suas expectativas e se, num prazo de 7 dias, apresentar uma justificação por escrito, receberá o valor da inscrição, acrescido de 10%.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Livro do Mês no ISCTE-IUL

Se há três anos me dissessem que iria escrever um livro e que o mesmo seria livro do mês no ISCTE-IUL, eu não acreditava. Hoje, passei pelos corredores do ISCTE e vi cartazes afixados do livro Apresentações Que Falam Por Si e quando entrei na Biblioteca vi o que esta foto mostra.


Não foi necessário "beliscar-me" mas confesso que me senti feliz!

Não me canso se agradecer a todos os que me têm ajudado e aos leitores que têm manifestado um grande interesse pelo livro.

Deixo-vos um link para a eventualidade de quererem saber um pouco mais sobre o autor...



quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Eu, à Luz de Gardner...


A propósito da presença de Gardner, em Portugal, no próximo dia 1 de Fevereiro, reproduzo alguns parágrafos do livro Apresentações Que Falam Por Si.
"Ganhar consciência de que nem todos possuímos o mesmo tipo de inteligência, de que podemos ter interesses e perspetivas diferentes sobre um mesmo problema e que aprendemos de modo distinto é fundamental para quem deseja comunicar com qualidade.
Howard Gardner, professor de Educação na Universidade de Harvard, defende a existência de oito tipos ou padrões principais de inteligência: a verbal-linguística; a interpessoal; a intrapessoal; a lógico-matemática; a visuoespacial; a cinestésico-corporal; a musical e a naturalista.
Pensando em tantos autores que exibem os seus autorretratos, resolvi partilhar o autorretrato das minhas inteligências (segundo Gardner). Assim, sempre conhecerá um pouco melhor o autor destes textos. Cá está!"

sábado, 26 de janeiro de 2013

4 Competências para Progredir em 2013

A Human Resources, de Janeiro deste ano, cita um artigo do Wall Street Journal sobre as quatro grandes competências que se devem desenvolver, caso a ambição seja progredir na carreira.
"Comunicar Melhor" (tema principal deste blogue) é a primeira competência referida, seguida da "Marca Pessoal",  da "Flexibilidade" e da "Produtividade".
2013 já começou há algum tempo... Que objetivos definiu para melhorar alguns destes pontos? Ler, concordar e ficar a pensar nestes temas é um primeiro passo mas o fundamental é que faça uma análise dos seus pontos fortes e fracos e que estabeleça um plano de ação para desenvolver estes últimos.
Não perca mais tempo... comece já!

sábado, 5 de janeiro de 2013

Autenticidade ou Resistência à Mudança?

 Encontrei esta foto no facebook, no mural de uma amiga, a Carmen (obrigado) e lembrei-me que...
A questão da autenticidade nas apresentações é verdadeiramente importante. Por outro lado, não podemos agarrarmo-nos à autenticidade para fazermos sempre igual, sempre da mesma forma.
Um apresentador não pode ser como a Gabriela... (Eu nasci assim... eu sou sempre assim...) porque esse pode não ser o melhor caminho!
Por vezes, temos que experimentar, temos que ousar, temos que sentir que algo não nos pertence, que não é autêntico em nós... mas depois de refletir, de verificar as mais-valias que essa alteração terá em nós e, claro, nos outros, de treinar, de refazer, de voltar a treinar... sentiremos que aquela nova atitude, aquele novo comportamento, aquela novidade em nós transforma-se em algo que, afinal, até é autêntica, natural.
Dá trabalho, pode causar algum desconforto inicial mas depois dá um grande prazer! Faz lembrar os sapatos novos que nos magoam as primeiras vezes mas que, depois, já não damos por eles...